Como eu já tive a chance de dizer no post Passagens Compradas, um dos fatores de escolha na hora da compra das passagens certamente foi a possibilidade de levarmos 4 malas e não somente 2 malas de 23 kg como é o padrão hoje em dia.

De qualquer forma colocar 31 anos de vida em 4 malas está longe de ser uma tarefa simples. Vai ser importante ser prático e levar somente o que realmente precisamos e o que vamos utilizar daqui pra frente, mas em muitos casos é difícil demais deixar o fator emocional de lado.

Presentes de amigos e familiares, souvenirs de viagens, livros da faculdade e pós-graduação, fotos antigas e alguns objetos que temos desde criança são as coisas mais difíceis de decidir se ficam ou se vão com a gente.

Comecei a fazer minhas malas hoje e estou aproveitando esse início de calor pra já empacotar as minhas roupas de frio. Somente as camisetas de manga comprida, blusas, suéteres e agasalhos encheram a primeira mala. Isso sem contar as jaquetas e calças que não couberam! Com certeza vou ter que fazer uma revisão já nessa primeira mala. Se eu mantiver essa média vou precisar de umas 10 malas no mínimo. De qualquer forma é um começo e foi bom ter começado a fazer as malas com bastante antecedência.

E a sensação é muito diferente de uma mudança comum entre cidades aqui no Brasil. Em uma mudança “comum” é mais um cansaço pra desmontar tudo, fazer as malas, etc. Mas no fundo você tem a consciência de que tudo que está na sua casa pode ser levado para a casa nova. Em uma mudança como essa nossa não é isso que vai acontecer. Aquilo que não couber nessas 4 malas ficará pra trás.

Anúncios